iFood LANÇA CARTÃO E OPÇÃO CORPORATIVA
PARA PEDIR NA CONTA DA EMPRESA



O iFood finalmente chegou ao mundo corporativo (o famoso B2B – de empresa para empresa). Sabe quando você paga algum almoço para o cliente e depois pede o reembolso para empresa e esse dinheiro demora para voltar para o seu bolso? É um desses problemas que o iFood Empresas espera resolver e lucrar com a experiência entre pessoas e negócios.

Também prova que a marca está de olhos e ouvidos bem abertos para as necessidades dos clientes. Além disso, a companhia se tornou a primeira a permitir que funcionários usem aplicativo de delivery para gastos corporativos

Entenda melhor essas novidades:

 

IFOOD OFFICE

É a solução para conectar o aplicativo às companhias. Assim, os colaboradores poderão selecionar um novo método de pagamento, o corporativo. Outra vantagem, já citada acima, é que o funcionário não vai mais precisar pagar do próprio bolso e solicitar o reembolso posteriormente. Enfim, tudo já fica automatizado na conta da firma.

Segundo o iFood, as empresas terão um controle rigoroso da conta e poderão limitar os pedidos de acordo com suas políticas. Além disso, perfis poderão ser criados para delimitar os gastos de cada grupo com diferentes regras, como horário, valor limite da refeição, cargo e área de atuação.

IFOOD CARD

O iFood Card é um cartão pré-pago de uso único, que está disponível em formato físico e virtual. De acordo com a empresa, ele pode ser usado para presentear e reconhecer os colaboradores, clientes e até parceiros.

Da mesma forma que os aplicativos de carona olharam com mais carinho para o mundo corporativo, o iFood também aposta nesse setor. Além do mais, a empresa acredita que as soluções apresentadas serão especialmente atraentes para viagens corporativas, já que a companhia tem mais de 80 mil restaurantes conveniados em mais de 500 cidades diferentes.

IFOOD OFFICE: VALE REFEIÇÃO DO FUTURO?

Conforme relatório da Aberc (Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas) o mercado de refeições por convênio, como o Vale-Refeição, chegou a 13,9 bilhões de reais. A empresa diz que nesse primeiro momento não visa substituir o VR, mas auxiliar e facilitar a jornada do cliente.

No entanto, segundo Paula Rabelo, gerente do iFood Empresas, o mercado corporativo é enorme e a empresa acredita muito nesse segmento.

Isto é, no futuro ele pode se transformar numa nova forma de receber os benefícios de uma empresa. Por fim, fica a lição principal dessa operação: olhar para o mercado e expandir sua área de atuação é um caminho inteligente para potencializar suas receitas.


Redação Omninews

Redação Omninews

Outros

Logo-Omninews

A revista que atualiza os seus negócios e traz as melhores tendências do mercado de tecnologia para a sua empresa.

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

FALE CONOSCO

Rua Paracatu, 309 – São Paulo

(11) 2574-7660

RECEBA NOSSAS NEWSLETTER

Copyright © 2002 – 2019 – Omninews – Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.